Casa de Câmara e Cadeia

Casa de Câmara e Cadeia

Salvador, Bahia, Brasil

Equipamentos e infraestruturas

A primeira Casa ou Senado da Câmara, uma barraca de taipa e palha, foi construída durante a fundação de Salvador, na pequena praça aberta para a Baía de Todos os Santos, tendo ao lado o Paço dos Governadores e a Alfândega. Em 1551, o mestre Luís Dias afirma ter construído casa de audiência com câmara em cima, de pedra, cal e telhas. Abandonado pelos holandeses, o já arruinado sobrado é recuperado e ampliado em 1634, com o aluguel de uma casa no extremo sul da quadra, que seria articulada por um passadiço à Câmara. Em 1658, o governador Francisco Barreto de Menezes adquire três casas, ampliando‐a para toda a frente da quadra e avançando com um portal sobre a praça, que é inaugurada em 1660. Sua torre e a ala do fundo, embora só executadas 36 anos depois, já deviam estar no projeto original, como demonstram sua base com muros de 1,50 metros de espessura e alinhamentos do pátio. Elaborado em pleno período filipino, este é um projeto tipicamente espanhol, com açougue e feira no portal e torre sineira central, amplamente utilizado na América Espanhola. Tem aparente razão Silva‐Nigra ao atribuí‐lo ao beneditino espanhol Frei Macário de São João. Este modelo seria reproduzido em Santo Amaro e Maragogipe. Sob influência eclética classicizante, o Paço foi revestido, em 1887, de uma máscara de estuque, só retirada em 1970.

Loading…